quarta-feira, 20 de junho de 2012



Mãe Terra (0,80 X 1,00 m)

Poesia do poeta  gaúcho Luiz Sérgio Quintian Costa

Sou do bem! Só o nosso amor incondicional unificado salvará
a alma de todos os seres vivos e a grande alma Terra da qual fazemos parte. - Quintian



DEUS É MULHER

(quintian)

Mulher! Sedução é o teu nome,
para te adorar me fiz homem.
Não parei de aprender
um minuto sequer,
esta ciência, esta arte,
a alquimia de amar.
É na combinação de energias,
desta química sem par,
que eu me fundo, me confundo,
que eu vou até o fundo,
só para encontrar
a tua prenda de ternuras.
A generosidade é tanta,
Que me comovo, é santa!
e de demo à musa, um passo,
de amiga à dançarina, o abraço.
Vais permitindo todos os meus vôos,
vou tentando todos os meus cantos,
e consagra-se a paixão, encantos,
fusão de cérebro e coração,
deliciosa confusão de liberdade e instinto.
Sou quase uma sombra que brilha,
Nada é impossível, tudo é provável,
A vida é um gosto, é ávida de prazeres.
O segredo revela-se, é único, é raro,
ela pode, ela busca, ela quer,
ela faz mais e melhor,
porque Deus é Mulher!

Nenhum comentário:

Postar um comentário